Sobre aquilo que eu não queria falar

a lei do eterno retorno

da saudade

que vem

se instala

que fere

corrompe

e vai embora.

ela vem em forma de foto,

num cheiro da roupa esquecida,

no som da voz que ecoa distante,

num quadro que eu pintei com os olhos

e pendurou-se na parede da memória.

a saudade…

o quadro que tirei da parede

mas deixou a marca da poeira do tempo

o tempo que eu não deixo ir…

imfone

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: